2 DIAS EM BRUXELAS o que fazer

Bruxelas é a capital do Reino da Bélgica, um país que apesar de pequeno é casa de três línguas oficiais: neerlandês, francês e alemão. Bruxelas é também a capital da União Europeia e a cidade ideal para comer waffles ou explorar as delicias do chocolate belga. Não perca também a cerveja belga, nem as lapas!

1. Passear na Grand-Place de Bruxelas

Grand-Place-Bruxelas

Aqui poderá visitar a Casa do Rei e a Câmara Municipal – Instagram de @rosied7337

O Grand Palace é um lugar incontornável da cidade, situado bem no coração da capital belga. É aqui que está a Casa do Rei e a praça alberga edifícios góticos, barrocos e neogóticos, com cerca de 96 metros de altura. O autor francês dos Les Misérables, Victor Hugo considerou-a “a mais bela praça do mundo”!

2. Fotografar o menino e a menina: Manneken Pis e Jeanekke Pis

 jeanneke-pis-bruxelas

A estátua do menino fazendo xixi é um dos pontos de interesse de Bruxelas – Instagram de @karolinagi13

Acredite ou não, mas uma estátua de 61 cm de um menino a urinar está entre as principais atrações turísticas de Bruxelas – e, sim, é bem pequenina! Do outro lado da praça, está a sua “irmã”… a urinar também! No Museu de la Ville, pode ver as mais de 800 roupas feitas para esta estátua. Já agora, sabia que esta estátua não é a original? Desde a sua exposição, nos finais do século XVIII, que a estátua original foi roubada tantas vezes, que aquela que se encontra na praça é apenas (mais) uma réplica mais!

3. Fazer compras em Bruxelas nas Galerias Reais Saint Hubert

galeries-Saint-Hubert-bruxelas

Interior das elegantes Galeries Saint Hubert, no centro de Bruxelas

Les Galeries Royales Saint-Hubert foram abertas ao público em 1847 e ainda hoje continuam a ser um dos locais mais exclusivos para fazer compras em Bruxelas. Vale também a visita ao espaço, pelo seu belo edifício, adornado por um colossal tecto de vidro. Das sete galerias originais, hoje em dia existem apenas três: a Galeria do Rei, a da Rainha e a dos Príncipes.

4. Fazer um picnic no Parque de Bruxelas

bruxelas-parques
Vista do parque de Bruxelas! Aproveite para um picnic em Bruxelas

Acredite ou não, até 1770, este parque era usado para caçar, pela família real belga e pelos membros da nobreza. Não muito longe da Grand Place, este parque é agora um dos mais concorridos espaços verdes de Bruxelas. Em dias de sol, é comum ver os belgas a almoçarem por aqui e a relaxarem ao sol… e até a beber uma cerveja. Como diz o ditado, “se não podes vencê-los….”

5. Admirar e visitar o Palácio Real de Bruxelas

palacio-bruxelas
O Palácio Real de Bruxelas é uma das principais atracções da capital da Bélgica

Mesmo ao lado do parque e do lado oposto do Parlamento, está o Palácio Real. Até 1813, era a residência oficial da família real da Bélgica. Hoje em dia, o Palácio de Laeken assume essas funções – não se esqueça que a Bélgica é uma monarquia e desde 2013, que Filipe da Bélgica é o rei do país! O Palácio Real, hoje em dia, é usado apenas para actos simbólicos e de estado. A estrutura original remonta aos fins do século XVIII, quando a Bélgica e a Holanda eram governadas pelo mesmo rei.

6. Admirar a Catedral de São Miguel e Santa Gudula

catedral-bruxelas
Interior da Catedral de São Miguel e Santa Gudula, onde se casaram os reis da Bélgica

A historia desta catedral remonta ao século XI. No entanto, foi no século XIII, que o edifício foi renovada em estilo gótico, aparência que ainda mantém. Depois disso, vieram os saques protestantes, os revolucionários franceses e duas guerras. Hoje em dia, a catedral é um símbolo da resistência de Bruxelas  – São Miguel Arcanjo e a mártir Santa Gudula são os padroeiros da capital da Bélgica.

7. Entrar no Atomium de Bruxelas

visitar-o-atomium

Sabia que pode visitar o Atomium e explorar o seu interior? Vale muito a pena!

Construído para a Expo 58 de Bruxelas, o Atomium fez tanto sucesso que acaboou por ficar e tornar-se num dos locais a visitar em Bruxelas obrigatoriamente! Com 102 metros de altura, o Atomium é composto por 9 esferas, de 18 metros de diâmetro cada, que estão unidas por tubos. O espaço tem um restaurante e alberga várias exposições em Bruxelas e, claro, umas vistas incríveis!

8. Entrar no centro da Banda Desenhada e participar numa Street art tour em Bruxelas

bruxelas-street-art

Instalação “Be Crazy” de Iris Holiday, na Place de l’Albertine em Bruxelas

Em Bruxelas, não deixe de visitar o Centre Belge de la Bande Dessinée (CBBD), situado num edifício contemporâneo de Victor Horta, que homenageia o trabalho de cartoonistas como Hergé,  o criador de Tintim, Yvan Delporte e de artistas dos quadrinhos de todo o mundo. Essa marca está também por toda a cidade e por isso, recomendamos-lhe uma tour por Bruxelas diferente: um circuito pela arte urbana de Bruxelas, uma forma diferente de fazer turismo em Bruxelas e que temos a certeza que será do seu agrado. A arte urbana na Europa tem vindo a ser cada vez mais valorizada e é uma forma original de conhecer uma cidade e a valorizar.

9. Comer waffles ao almoço e ao jantar

waffles-bruxelas

Chocolate e waffle: 2 alimentos obrigatórios numa viagem a Bruxelas

Ok, deixe também espaço para outras iguarias da gastronomia belga, como os Mosselen met friet, em holandês ou Moules Frites em francês. Em português, permita-nos a liberdade de tradução, mexilhões com batatas fritas! No entanto, os waffles em Bruxelas são qualquer coisa de única! Primeiro, porque há-os por todo o lado e são muitos os sítios que disputam o título de “melhores waffles de Bruxelas” – da nossa parte, tentamos, provamos vários, mas não conseguimos escolher um. E prepare-se para se surpreender com a gastronomia belga, pois além de estes exemplos de street food, há muitos restaurantes refinados e para paladares mais apurados.

10. Beber o orgulho nacional: a cerveja belga

melhores-cervejas-belga

A cerveja belga é uma das mais populares cervejas do mundo

Os belgas são educados e cordiais e há algo que os une: a certeza que a melhor cerveja, as melhores batatas fritas e o melhor chocolate é belga!
Quanto à cerveja, existem mais de 1 500 tipos de cerveja na Bélgica. A variedade é tanto que caso faça parte do grupo “eu não gosto de cerveja”, dificilmente encontrará um belga acredite em si. Há cerveja frutada, com e sem cevada, escura, de trigo, etc. Algumas das marcas mais populares são a Stella Artois, a Jupiler ou Leffe. A nossa favorita é a Duvel!

 


 

Tudo o que precisa de saber sobre Bruxelas:

  • Onde fica Bruxelas? Bruxelas, a capital da Bélgica, fica situada no norte da Europa. O país, Bélgica, está localizado entre a França e a Holanda.
  • Quando visitar Bruxelas? Os invernos em Bruxelas podem ser bastante frios, além da chuva e dos dias cinzentos. A partir do abril, o tempo é mais amenos e uma escapadinha a Bruxelas é uma ideia a considerar.
  • Bruxelas é cara? Sim, apesar de haver sempre formas de poupar, Bruxelas é uma das capitais mais caras. O facto da cidade ser sede da Comissão Europeia, hospedando também outras importantes associações e instituições internacionais é outro factor que contribui para os preços altos na capital.
  • Que língua se falam em Bruxelas? Oficialmente, existem três idiomas oficiais na Bélgica: o holandês (ou neerlandês, para sermos mais politicamente corretos), o alemão e o francês. Consoante cada região belga, há um idioma mais comum do que outro. No caso de Bruxelas, o idioma predominante é o francês. A cidade é muito intercultural, daí que encontrar informação ou pessoas que falem inglês é bastante fácil.
  • Como viajar para Bruxelas? Existem vários voos low cost para Bruxelas. De Lisboa, mesmo a TAP costuma ter voos baratos para Bruxelas.
  • Onde ir depois? A par de Bruxelas, Bruges, Antuérpia ou Liége são outras das cidades mais populares da Bélgica, não deixe de a visitar. E mesmo ao lado estão capitais como Paris, Amesterdão ou Londres. Apanhe o comboio Eurostar para viajar entre estas capitais europeias.