Bilhetes, guia de viagem, máquina fotográfica e óculos de sol! Só falta mesmo um detalhe bem pequenino: fazer a mala! Ou a mochila. Falámos com especialista, entre eles, importantes viajantes europeus, fizemos estudos de mercado, analisámos gráficos e, no final, conseguimos criar um guia completo com os mais importantes conselhos e dicas para preparar a sua mala (ou mochila). Começamos?

 

1. Meias dentro dos sapatos e roupa bem enrolada

Todos os espaços devem ser aproveitados. Por exemplo, use o interior dos sapatos para guardar meias ou outros acessórios. Na arte de arrumar a mala, é também importante dobrar (bem) a roupa, enrolando-a de modo a que ocupe o menor espaço possível. Arrume os cintos à volta do colarinho das camisas. Deixe as coisas mais pequenas para o fim (tops, lenços, cintos) e no final, arrume-as em todos os espaços livres e cantinhos existentes da sua mala. No fundo, é como superar mais um nível do Tetris.

 

2. Caixas e caixinhas

Para guarda as suas joias/bijuteria, use pequenos recipientes. O mesmo para levar consigo o shampoo ou o amaciador. Se vai viajar durante um fim de semana ou uma escapadinha, não faz falta levar os frascos inteiros, certo? Hoje em dia é também fácil encontrar vários produtos de higiene em miniatura, aproveite-os. O mesmo com a maquilhagem ou perfumes.

 

3. Escolhas inteligentes

shutterstock_19goeuro-10imprescindiblesdeLisboa 243811-lx factory
Faça opções inteligentes na hora de escolher a roupa. Vale mesmo a pena levar aquelas calças, que só ficam bem com aqueles sapatos; em vez de optar por uns jeans básicos que pode perfeitamente combinar com as sapatilhas de sempre? Opte por peças básicas, que combinem facilmente e com as quais se sinta confotável.
Calças de ganga são sempre uma boa ideia, assim como uns sapatos práticos e, no caso das senhoras, umas leggins, que pode facilmente usar com um vestido ou outras peças.

 

4. Os tecidos também têm segredos

Apesar de mais “gorda”, a roupa de lã não se engelha. Tal como a lã, também o algodão, o linho e a seda são fibras naturais, ou seja, permitem que o corpo “respire” melhor e os (maus) cheiros não se entranham, já que estes tecidos são imunes aos maus odores. A roupa de poliéster, viscose ou nylon tem a vantagem de não ficar amassada na mala. Outra vantagem é que secam mais rapidamente, evitando que tenha que andar com roupa húmida na mala. Para o final, deixe a roupa em seda ou em cetim, pois ambos têm maior facilidade para se engelharem.

 

5. Horizontal vs Vertical

Uma foto publicada por sofia (@sofiamaced0) a


Ao arrumar a mala ou a mochila, opte por colocar os itens na horizontal. Esta dica é sobretudo util para quem viaja com mochila. Colocar tudo na horizontal é uma forma de optimizar bem o espaço, evitando os vazios ou o mau uso do espaço. Na hora de fazer a mala, comece pelas calças de ganga, casacos grossos ou outras peças mais pesadas. Coloque-as primeiro, no fundo da mala, criando, assim, uma base. O mesmo para os mochileiros: se vai viajar de mochila, comece pelas coisas mais pesadas e volumosas. Enrole-as bem e coloque-as no fundo, na horizontal.

 

6. Sempre à mão

viagens baratas

Flickr: Ginny

Prepare um kit com tudo aquilo que é mais importante para si: um livro ou uma revista; a máquina fotográfica;  o carregador do telemóvel; um mini-conjunto de higiene (escova e pasta de dentes, desodorizante, …); o bilhete de avião, assim como o passaporte e outros documentos importantes e cartões de crédito, etc. Pense naqueles objectos essenciais e tenha-os sempre à mão! Além de prático, nunca se sabe o que pode acontecer numa viagem (bata na madeira), mas todos os dias há voos na Europa que se atrasam, malas que se perdem e nada melhor do que estar sempre prevenido, não concorda?

 

7. Deixe sempre um “espacinho”

Não encha a mala por completo e deixe sempre um espaço reservado a possíveis compras e “recuerdos” que queira trazer da sua viagem.