Praga, capital da República Checa, recebe 20 milhões de turistas todos os anos, confirmando, assim, o seu estatuto de uma das mais belas capitais europeias. A arquitectura romântica e os vários edifícios de art nouveau, assim como os museus de Praga e o belo complexo do castelo não deixam nenhum visitante indiferente. Apesar da enchente de paus de selfie, Praga consegue preservar a sua beleza, assim como o seu encanto e autenticidade. Vamos?

1. A Cidade Velha

Uma foto publicada por sofia (@sofiamaced0) a

A Cidade de Velha, assim como o complexo do Castelo de Praga são as principais atrações turísticas de Praga… e valem bem a pena! Na praça principal vai encontrar o Orloj, um antigo relógio medieval que possui um mostrador astronómico, que representa a localização do sol e da lua no céu, entre outros detalhes celestes. O Orloj de Praga tem ainda uns medalhões onde poste consultar os meses, assim como os signos do zodíaco. E uma viagem a Praga não ficaria completa sem  a”Caminhada dos Apóstolos” do Orloj, onde de hora a hora, desfilam várias figuras de madeira.

2. Subir até Petřínské Sady

 

Uma caminhada até ao Monte Petrin de Praga é algo que todo o visitante deve fazer! Os mais corajosos podem subir os quase 300 degraus da Torre Petrin, uma versão checa da Torre Eiffel de Paris. Aqui, é caso para dizer, que melhor do que o destino é o caminho. A nossa dica, num dia em que o tempo em Praga esteja solarengo, vá no fim do dia, pois o pôr-do-sol é deslumbrante!

3. A arquitectura de Praga

Os edifícios da cidade contam também a sua história, se por um lado estão as igrejas góticas, os prédios em Art Noveau ou a arquitectura modernista, bem patente na Casa Dançante do arquitecto Vlado Milunić (um must do turismo de Praga). Todavia, a cidade de Praga não esquece o seu passado soviético. Não deixe de visitar o Bairro Judeu, onde ainda se podem ver as marcas de bala em alguns edifícios, testemunhas da Primavera de Praga.

4. O boémio Žižkov

Žižkov é um dos bares mais animados da capital da Republica Checa. Durante muitos anos, foi um bairro popular e hoje em dia, há também vários estudantes e artistas, o que contribui para a atmosfera boémia e criativa do bairro. A torre de televisão do bairro foi decorada com bebés gigantes pelo artista David Černy, contribuindo para a popularização do bairro.

5. Vinho ou cerveja?

A photo posted by Alex (@stateof_alaska) on

Quanto a vinhos, o vinho branco é dos mais populares na Republica Checa e nos arredores de Praga poderá facilmente encontrar várias vinhas. Mas estamos em Praga, a cidade que mais cerveja consome na Europa e, como diz o ditado, se não pode vencê-los, junte-se a eles! Nós recomendamos-lhe a Pilsner Urquell.

6. O lado mais artístico de Praga

A photo posted by Geda (@gedajuskaite) on

Há mais vida além do centro! Desde a Cidade Velha, apanhe o elétrico e explore o bairro Holešovice. A zona está cheia de galerias de arte, esculturas contemporâneas e muito mais. Não perca o DOX (na foto), a galeria Veletržní Palác,  com sete andares e se ainda tiver energia, aproveite para dançar na discoteca Cross Club. A cidade de Praga é também a cidade ideal para ir à Ópera ou assistir a um bailado, não só devido ao vasto programa cultural, mas também pelos preços baratos.

7. O Mosteiro e a Biblioteca de Strahov

Ainda na lista do “o que fazer em Praga” e perto do castelo, está o o Strahov. Trata de um dos mosteiros mais antigos e que pertencem à Ordem dos Premonstratenses, mais conhecida por Ordem de São Norberto. As suas origens remetem ao século XII e conseguiram sobreviver a várias guerras e até ao regime soviético! Mas o mais impressionante é a biblioteca, com principal destaque para a Sala Teológica e para a Sala Filosófica – um sonho para qualquer leitor.