Visita Vaticano: 10 dicas para se organizar

Já aqui lhe falamos sobre as principais atrações de Roma, onde incluímos uma visita ao Vaticano. Hoje falamos-lhe do Vaticano em particular e contamos-lhe tudo o que precisa de saber antes de visitar o Vaticano. Organize bem a sua viagem ao Vaticano, é que apesar de ser um estado pequeno, há muito para ver.

1. Vaticano ou Cidade do Vaticano?

vaticano visita

Na verdade, o nome oficial é Estado da Cidade do Vaticano. Considerado o mais pequeno território (tem uma área de 0,44 km²), com um governo autónomo, o Vaticano fica situado num enclave da cidade de Roma, capital da Itália. O Vaticano é a sede da Igreja Católica.

Segundo os últimos censos a população do Vaticano não chegava a 900 habitantes. No entanto, por razões religiosas e culturais, o Vaticano recebe milhões de visitantes todos os anos. Segundo fontes do Vaticano, desde que o Papa Francisco foi eleito, que o número de habitantes triplicou, passando os 6 milhões de habitantes.

2. Se o Vaticano é um estado tem também um governo?

vaticano bilhetes

Sim. O governo do Vaticano é conhecido por Cúria Romana e possuiu um sistema administrativo, como qualquer outro estado ou país. Tentando fazer um paralelismo, seria como se o Papa fosse um Presidente e o Secretário Geral, o Primeiro-ministro. Para os católicos, o Papa é visto como um representante de Deus na Terra e é herdeiro Natural do apostolo S. Pedro. Todavia, o Papa e a Curia Romana são também responsáveis por tomar decisões sobre assuntos mais terrestres, chamemos-lhe assim, como questões administrativas ou as finanças da Igreja, enquanto instituição – para que veja, existe mesmo o Banco do Vaticano e até um exército!

3. Segurança no Vaticano

vaticano pais

O Vaticano tem das taxas mais altas de criminalidade mais altas do mundo! Note que a taxa é calculada tendo em conta a proporção de crimes e o número de habitantes. Além disso, os crimes mais comuns (furtos) são praticados contra turistas. Tenho cuidado sobretudo com os carteiristas. Devido aos grades fluxos de turistas no Vaticano, muitos ladrões aproveitam-se. Proteja bem os seus bens.

Já agora, sabia que para pertencer à Guarda Suíça, assim se designam os militares do Vaticano, tem de ser suíço e ter pelo menos 1,74 metros de altura? Quando for visitar  o Vaticano, vai encontrar estes homens robustos e sérios, vestidos de amarelo, azul e vermelho – diz-se que os unifromes foram desenhados por Michelangelo.

4. Como chegar à Praça de S. Pedro?

visita vaticano

A Praça de S. Pedro, esta é, por norma, o primeiro local visitado pelos turistas e uma das atrações mais populares do Vaticano. Em frente à Basílica de São Pedro, a praça foi construída no século XVII, por Bernini. De estilo clássico e com alguns detalhes barroco, tem no centro um um obelisco de 40 metros, do século I, trazido do Antigo Egipto. É aqui que o Papa Francisco aparece à janela para saudar os fieis.
Para chegar aqui, pode caminhar – por exemplo, da Fontana di Trevi ao Coliseu são cerca de 20 minutos. Além disso, Roma é uma cidade plana, onde as principais atracções estão bastante concentradas, ideias para uma boa caminhada. Se optar pelo metro de Roma, do Termini ao Vaticano são menos de 20 minutos. A paragem é Ottaviano, correspondente à linha MEA.

5. Basílica de São Pedro bilhetes e horários

vaticano por dentro

Considerado o mais importante templo religioso para os católicos, contou com nomes como Bramante, Michelangelo ou Carlo Maderno na sua construção.Visitar a Basílica de São Pedro não é para todos um acto de fé, muitos vêm aqui para admirar a beleza da cúpula ou apreciar a delicadeza da Pietà. Com uma capacidade para mais de 200 mil pessoas, é aqui que o Papa celebra as mais importantes cerimonias.
Para visitar a cúpula, terá de pagar: 6 euros se optar por ir de escadas (551 degraus) ou 8 euros, se optar por combinar escadas (320 degraus) e elevador. A cúpula abre depois das 8h00, sendo que a partir das 7h00 já poderá entrar na Basílica – estas são mesmo as melhores horas, pois há menos visitantes.

Outro local que não pode perder é a Necrópole do Vaticano. Situada na catacumbas do Vaticano, aqui poderá visitar o Túmulo de São Pedro e ter uma pequena ideia de como era Roma há muitos, muitos séculos atrás. Os preços rondam os 13 euros e dão direito a uma visita guiada, sendo que menores de 15 anos não podem entrar e deverá reservar previamente a sua visitar – saiba mais aqui.

6. Museus do Vaticano o que ver?

visita guiada vaticano

Aquilo a que normalmente chamamos de Museu do Vaticano, é na verdade um complexo de museus. Os museus que o constituem são: o Museu Pio-Clementino, o Museu Chiaramonti, o Museu Gregoriano Etrusco, o Museu Gregoriano Egípcio, a Pinacoteca Vaticana, o Museu Missionário-Etnológico, o Museu Gregoriano Profano e Museu Pio-Cristão e a Coleção de Arte Religiosa Moderna e Contemporânea – também conhecida como o Apartamentos Borgia.
Além dos museus, há ainda outros espaços de referência e que pode (e deve) visitar, falamos das Salas de Rafael, da Capela Sistina, da Galeria dos Candelabros, da Galeria dos Mapas, da Sala da Biga e da Nova entrada. Organize bem o seu tempo e defina quais os museus que quer visitar e lembre-se de deixar algum tempo para visitar os Jardins do Vaticano.

7. O teto da Capela Sistina

vaticano por dentro

No Museu do Vaticano, a Capela Sistina é possivelmente o local mais popular. E não é para mais, por aqui passaram os génios dos principais artistas da Europa Renascentista, como Michelangelo, Rafael, Bernini ou Sandro Botticelli. No teto, encontrará vários frescos, que evocam cenas do Antigo (do lado esquerdo) e do Novo Testamento (do lado direito do altar).

8. A estátua do Castelo de Santo Angelo

vaticanva

Situado na margem direita do Tibre, em frente à ponte Ponte de Santo Ângelo, uma das mais bonitas pontes de Roma. O Castelo de Santo Angelo era até ao século I, mais conhecido como o Mausoléu de Adriano, já que aqui se encontra o túmulo do imperador. Foi em 590, quando uma epidemia de peste assolou a capital do Império Romano, que o Papa Gregório I disse ter visito o Arcanjo São Miguel no topo do castelo. Segundo ele, era um sinal que a peste tinha os dias contados.

9. Cuidados a ter no Vaticano

cupula vaticano

Qualquer amante da arte e da cultura encara o Vaticano como uma visita obrigatório, ainda assim, não se esqueça que para muitos este é um local sagrado para muitos. Daí haver algumas restrições quanto ao vestuário. Evite calções ou saias muito curtas, assim como decotes muito acentuados. Leve consigo um lenço, assim caso haja um controlo mais rigoroso – depende sempre dos dias, mas também dos vigilantes; pode sempre usá-lo para cobrir as partes mais descobertas!

Tenha também cuidado se for visitar as catacumbas, pois há casos de visitantes que se sentiram mal. Caso vá subir à Cúpula do Vaticano, tenha em conta que as últimas escadas são bastante estreitas, podendo apresentar algumas dificuldade para pessoas mais velhas, por exemplo.

10. Voos para Roma

voos Roma

Para chegar ao Vaticano, deverá sempre chegar a Roma primeiro. Isto, porque não existem rodoviárias, nem estações de comboios ou aeroportos no Vaticano.
Das principais cidades europeias, encontrará voos frequentes para Roma. De Portugal, há voos Lisboa Roma diários, assim como voos Porto Roma. Na capital italiana, encontrará dois aeroportos, o Aeroporto Fiumicino e o Ciampino, sendo que é a este último que aterram os voos baratos para Roma, operados pelas companhias low cost. Se já se encontra em Itália, pode sempre viajar de comboio para Roma, de qualquer cidade do país. Já agora, sabia que existem também comboios Paris Roma?