Visitar Madrid e aproveitar a cidade ao máximo

Barcelona pode ter praia e Gaudi, mas Madrid tem a vida e a alegria! Como se diz por aqui, de “Madrid al cielo”, porque a Madrid devemos sempre voltar, pois aqui só se pode ser feliz! Confira os nossos doze imperdíveis de Madrid, inspire-se e comece a planear a sua viagem para Madrid.

1 – As vistas de Madrid do Círculo de Bellas Artes

madrid-pontos-de-interesseBem no centro de Madrid, está o Circulo das Belas Artes, onde pode subir ao topo e apreciar Madrid de cima. Daqui pode identificar todo o traçado da capital, desde o Paseo de la Castellana, o Palácio Cibeles ou a Gran Via. Para subir, existe um elevador e o preço é de quatro euros.

2 – Todos os domingos vão dar ao Rastro e à La Latina

madrid_rastro

Foto de Margarida

Aos domingos e feriados, no castiço bairro de La Latina, monta-se o El Rastro. O Rastro uma enorme feira, onde se vende de tudo. E tudo é tudo! Livros, roupa, mobiliário, caixas de biscoito, leques, instrumentos musicais, etc. É um excelente local para comprar os seus recuerdos. Aproveite ainda para comer umas “empanadas” e beber umas cañitas (cervejas), aproveitando o sol e o belo céu de Madrid!

3 – Os mercados de Madrid

madrid-onde-comer

A invasão das grandes cadeias de supermercado, obrigou os velhos e tradicionais mercados de Madrid a se renovarem! Hoje em dia, mercados como o Mercado de San Miguel (junto à Plaza Mayor) ou o de San Anton (no bairro da Chueca) são populares espaços gourmet, com uma grande variedade de produtos regionais e internacionais, como tapas, ostras, queijos, vinhos, bolos e muito mais.

4 – O Parque do El Retiro

parque-retiro-madrid

É verdade que não é a maior zona verde de Madrid, esse título pertence à Casa de Campo (onde está o teleférico de Madrid), mas é a nossa favorita e também de muitos habitantes de Madrid! Aqui pode encontrar vários artistas de rua, desde pintores a mágicos ou a atores e ainda aproveitar para um passeio de barco, no grande lago no centro do Retiro. E uma curiosidade: no Retiro está a única estátua do Diabo do mundo! O Anjo Caído, como se chama, representa a queda de Lúcifer, depois de ter sido expulso do Paraíso.

5 – Visitar o Matadero

matadero-madri

Como o nome indica, este espaço era um antigo matadoiro de animais. A velha estrutura mantem-se de pé, só que agora o local foi convertido num dos mais dinâmicos e estimulantes espaços culturais da capital de Espanha. Todos os dias há atividades, desde cinema, a colóquios ou exposições. São também comuns os mercados e feiras, com artigos de design e onde jovens criadores expõem e vendem as suas criações. Pode chegar aqui, através da linha Amarela do metro de Madrid, saindo na estação de Legazpi.

6 – Os museus de Madrid

madrid-museus

Os três principais museus são conhecidos como o Triângulo de Ouro. Este triângulo cultural é composto pelo Museu Thyssen-Bornemisza, o Museu do Prado e o Museu Reina Sofia. O primeiro possui coleções desde o Renascimento ao século XX, com obras de El Greco, Bernini, Caravaggio, Goya, Pollack ou Dali. O Prado era o antigo palácio hoje convertido em museu onde além do famoso quadro das Meninas de Velazquez, não pode perder as obras de El Greco ou a sala dedicada aos quadros de Goya sobre a Guerra Civil. Também é sobre a guerra, o quadro mais famoso do Reina Sofia, falamos do Guernica de Picasso, a principal atração deste museu, cuja maioria das obras é de arte contemporânea.
Importante: quer o Prado, quer o Reina Sofia possuem horários com entrada gratuita, confirme no site. E se possui um, leve o seu cartão de estudante, já que por norma é aceite e pode beneficiar de um desconto significativo.

7 – Terminar o dia no Templo de Debod

visitar-madrid-num-fim-de-semana

Próximo da Plaza de España, está o Templo de Debod, uma prenda do Egipto aos cidadãos de Espanha, pela ajuda dada na protecção aos templos de Nubia. Este é também um dos locais mais especiais de Madrid e onde melhor se pode apreciar o pôr do sol madrileno. Com vista para a Casa de Campo, não há casas, edifícios ou nada que se interponha entre si e este maravilhoso espectáculo. Leve consigo umas bebidas, pois vai querer ficar por aqui um bom bocado!

8 – … e começar a noite em Malasaña

O bairro mais hypster e “moderno” (com dizem os espanhóis) de Madrid, é como um magnético da noite madrilena! Na década de 80, foi o coração da “movida” espanhola e ainda hoje, espaços nocturnos como a Vía Latina ou o Taboo são icónicos. E não é à toa que os espanhóis são conhecidos como os reis da fiesta, tal como em Portugal ir para a casa quando o sol nasce também faz parte da tradição.

E falando em tradição, visite a Casa Camacho, um dos mais antigos bares de Malasaña e beba um yayo – primeiro estranham-se e depois entranham-se!

9 – O Orgullo em Madrid

chueca-madrid

As festas do Orgulho LGBT são o maior acontecimento de Madrid! Os hotéis enchem, a cidade não dorme, há concertos por toda a cidade e encontrar voos baratos para Madrid é uma missão impossível. O coração da festa é o bairro da Chueca, mas a verdade é que esta é uma festa de todos os que vivem em Madrid, com as bandeiras arco-íris a ser hasteadas em vários edifícios governamentais.

10 – E qual é o bairro mais multicultural de Madrid?

madrid-lavapies

Arriscamo-nos a responder que é Lavapiés. A prová-lo estão os vários restaurantes do bairro, onde de comida indiana, japonesa, marroquina, inglesa ou senegalesa, encontrará de tudo. E, claro, não faltam os típicos bares espanhóis com tapas e cerveja! Aqui estão também as melhores esplanadas de Madrid, perfeitas para tomar um tinto de verano nos dias mais quentes!

Mais abaixo está a Tabacalera, uma antiga fábrica de tabaco que depois de muitos anos foi ocupada pelos habitantes do bairro, tendo-se convertido num centro de concertos, exposições, com aulas gratuitas e muito mais. Sobretudo os amantes de arte urbana não podem deixar de visitar este espaço.

11 – Em Sol, o centro de Madridmadrid-sol

Impossível visitar Madrid, sem passar por Sol. É aqui que está o ponto zero de Madrid e esta é a praça mais agitada da cidade, o coração de Madrid! É também aqui que está a famosa estátua do urso com o medronheiro, o símbolo de Madrid – antes em Madrid havia muitos ursos e nos tempos dos reais, era comum os nobres entreterem-se a caçar ursos. Aqui, os turistas fazem filas para tirar uma fotografia! Aproveite para tirar a sua!

12. O museu mais visitado é…

estadio-do-real-madrid

O estádio onde joga o Real de Madrid, ou seja, o Estádio Santiago Bernabeu. Os visitantes podem entrar no estádio e ficar a conhecer os balneários da equipa, assim como a sala reservada ás conferências de imprensa ou o salão onde estão todos os trofeus do Real de Madrid. O estádio possui também um restaurante e pode chegar aqui no metro de Madrid, na linha Azul escura, saindo na estação Bernabeu – temos a certeza que o Cristiano Ronaldo e o Pepe também chegam ao estádio de metro!

13 – O Palácio Real

palacio-madrid

Deixemos a realeza futebolística e passemos à outra, a família real espanhola. Considerado o maior palácio real da Europa, com 135 000 m² de área e 4318 quartos, está situado a poucos minutos de Sol, o centro de Madrid. O Palácio Real ou Palácio do Oriente não é na verdade onde vive a Família Real de Espanha, sendo apenas utilizado para actos oficiais. Na realidade, o rei Felipe e a rainha Letizia vivem na sua propriedade privada, na Zarzuela. Na zona do palácio, está situada também a Opera de Madrid e a Catedral da Almudena, a padroeira de Madrid e onde se casaram os reis Felipe e Letizia.

14. De passeio pela Plaza Mayor

palza-maior-madrid

Todas as cidades de Espanha têm a sua Plaza Mayor, onde antes estavam as principais instituições e orgãos de gestão de cada cidade. Hoje em dia são pontos turísticos, cheios de animação, restaurantes e bares. Sim, vale a pena visitar a Plaza Mayor, mas tenha em conta que os preços aqui são bem mais altos. Para comer ou beber em Madrid, opte pelas ruas paralelas, onde encontrará bons restaurantes a preços mais baixos.

15. Tapas, tapas e tapas

restaurantes-madrid

Madrid é aquela cidade maravilhosa, onde um vinho e uma cerveja vêm sempre acompanhados por uma tapa (sim, é grátis!) e isso, isso é maravilhoso! Aproveite os vários restaurantes de Madrid para explorar as tapas. Nós recomendamos umas batatas bravas e os huevos rotos con jamón. Nos dias quentes, acompanhe com um tinto de verano, com limão ou casera (gasosa)! E se nos permite oiutra recomendação, vá ao Buscon, um restaurante perto de Sol e onde pode comer umas gambas a la plancha DELICIOSAS!

De Portugal, desde Lisboa é possível viajar até Madrid de avião, autocarro ou de comboio, no comboio Lusitânia. Já do Porto, também existem autocarros para Madrid disponíveis, mas o meio mais popular são os voos Porto Madrid, sobretudo desde que a Ryanair iniciou esta rota, com várias ofertas de voos baratos.